terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Pra viver melhor...

Pra viver melhor...
Não se preocupe, se ocupe.
Ocupe seu tempo, ocupe seu espaço, ocupe sua mente.
Não se desespere, espere.
Espere a poeira baixar, espere o tempo passar, espere a raiva desmanchar.
Não se indisponha, disponha.
Disponha boas palavras, disponha boas vibrações, disponha sempre.
Não se canse, descanse.
Descanse sua mente, descanse suas pernas, descanse de tudo.
Não menospreze, preze.
Preze por qualidade, preze por valores, preze por virtudes.
Não se incomode, acomode
Acomode seu corpo, acomode seu espirito, acomode sua vida.
Não desconfie, confie.
Confie no seu sexto sentido, confie em você, confie em Deus.
Não se torture, ature.
Ature com paciência, ature com resignação, ature com tolerância.
Não pressione, impressione.
Impressione pela humildade, impressione pela simplicidade, impressione pela elegância.
Não crie discórdia, crie concórdia.
Concórdia entre nações, concórdia entre pessoas, concórdia pessoal.
Não maltrate, trate bem.
Trate bem as pessoas, trate bem os animais, trate bem o planeta.
Não se sobrecarregue, recarregue.
Recarregue suas forças, recarregue sua coragem, recarregue sua esperança.
Não atrapalhe, trabalhe.
Trabalhe sua humanidade, trabalhe suas frustrações, trabalhe suas virtudes.
Não conspire, inspire.
Inspire pessoas, inspire talentos, inspire saúde.
Não se apavore, ore.
Ore a Deus, ore aos santos, ore às forças e as energias.
Somente assim viveremos dias melhores.
Então não perca tempo, aproveite seu tempo!

Autor: Bruno Pitanga

domingo, 5 de novembro de 2017

Por que a cada 7 anos o nosso curso de vida muda?

Os antigos romanos acreditavam que o tempo é cíclico.
Nossa percepção do tempo nos leva a acreditar que é uma progressão linear. As repetições são uma parte essencial do tempo e podemos senti-la acontecendo até mesmo dentro de nossas próprias vidas.

Assim como as estações, a cada sete anos nosso curso de vida registra uma mudança dramática, e nós podemos senti-la mentalmente e fisicamente:

Primeiro Ciclo (0-7 anos)

A criança é o centro de seu próprio mundo durante seus primeiros sete anos de existência. Os adultos giram em torno da criança tentando satisfazer todas as suas necessidades. A criança está explorando e é totalmente focada em si mesma.


Segundo Ciclo (7-14 anos)

O mundo é um lugar novo nesta fase. A criança começa a explorar o mundo ao seu redor. A empatia não é o seu forte. Sua curiosidade a leva até mesmo a ser destrutiva em algum nível, como quebrar seus brinquedos para ver o que há dentro.


Terceiro Ciclo (14-21 anos)

Neste período a pessoa começa a compreender melhor como o mundo funciona e isso gera uma ansiedade, inquietude e pressa para experimentar novas sensações, este é, efetivamente, o início de sua entrada na idade adulta.

Quarto Ciclo (21-28 anos)

Esta é a fase que Shakespeare em sua poesia descreveu que o estágio do ‘ Soldado ‘. Os jovens tornam-se focados em suas carreiras e ganhando poder e prestígio, mas, às vezes, essa dedicação os impedem de entrar em contato com seus sentimentos. Ambição torna-se a força motriz e as oportunidades parecem ilimitadas e cheias de potencial.


Quinto Ciclo (28-35 anos)

Esta é a fase de se estabelecer. Ela vem com aceitação de que todos os nossos desejos podem não ser possíveis de se alcançar. Há muita pressa para se aproveitar a juventude com um misto de amadurecimento e responsabilidade. As pessoas começam a procurar segurança e estabilidade e sentir-se apressadas, já que os prazeres momentâneos não servem para o mesmo propósito que antigamente.

Sexto Ciclo (35-42 anos)

Esta é a casa de recuperação da vida. De idade 35 anos em diante as pessoas começam a se estabelecer para o restante de suas vidas, já que não sentem mais a mesma necessidade de antes de correr atrás das coisas. As regras não são mais destinadas a serem quebradas, mas se tornam a base da sua segurança mental. As pessoas tornam-se definidas em seus ideais e qualquer questionamento que lhe causem desconforto. Nós nos tornamos convencionais por escolha.


Sétimo Ciclo (42-49 anos)

A necessidade de religião começa a infiltrar-se. Temos de começar a acreditar em poderes superiores quando, pela primeira vez, os nossos corpos começam a falhar e o declínio físico do envelhecimento começa. Cabelo fica cinza e tomar medicamentos agora torna-se uma parte da vida cotidiana. Conforme o relacionamento com o corpo torna-se mais difícil, torna-se mais importante também manter a atitude positiva e a alegria do presente.

Oitavo Ciclo (49-56 anos)

Superados os dramas das fases anteriores, a experiência e sabedoria proveniente da idade faz as pessoas encararem a vida com maior leveza e despreocupação. Percebe-se que a pressa em ser ser feliz na juventude é superestimada. O corpo já não é mais o mesmo, mas isso não importa, desde que haja saúde e hábitos saudáveis, há uma independência financeira e de filhos para se desfrutar em seu próprio tempo.

Nono Ciclo (56-63 anos)

Este é como uma segunda infância. Começamos a perder o interesse no mundo e nas pessoas ao nosso redor. Não importa o quanto você poderia ter dito a si mesmo que, mesmo como uma pessoa idosa, você seria ‘atualizado’. Aprender novas coisas pode ser mais difícil neste ciclo, mas entenda que isso não é impossível. Ainda há espaços para melhorar.


O ciclo final (63 em diante)

Finalmente chegamos à idade em que podemos perceber como a vida é frágil e sentimos mais gratidão pelo que construímos, bem como os arrependimentos das chances que deixamos passar. A vida chegou ao círculo completo.


fonte: O Segredo

outras referências sobre mesmo tema VitaDenariumConsultoria

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

O que a vida ensinou ou não ensinou a Charles Chaplin

Qual texto atribuído a Charles Chaplin é o verdadeiro? Ambos? Nenhum? Ajude-nos a saber:

A VIDA ME ENSINOU
A VIDA NÃO ME ENSINOU
A vida me ensinou...

a dizer adeus às pessoas que amo, sem tira-las do meu coração

Sorrir às pessoas que não gostam de mim, para mostra-las que sou diferente do que elas pensam

Fazer de conta que tudo está bem quando isso não é verdade, para que eu possa acreditar que tudo vai mudar

Calar-me para ouvir e aprender com meus erros, afinal eu posso ser sempre melhor.

A lutar contra as injustiças

Sorrir quando o que mais desejo é gritar todas as minhas dores para o mundo

A ser forte quando os que amo estão com problemas

Ser carinhoso com todos que precisam do meu carinho

Ouvir a todos que só precisam desabafar

Amar aos que me machucam ou querem fazer de mim depósito de suas frustrações e desafetos

Perdoar incondicionalmente, pois já precisei desse perdão

Amar incondicionalmente, pois também preciso desse amor

A alegrar a quem precisa

A pedir perdão

A sonhar acordado

A acordar para a realidade

A aproveitar cada instante de felicidade

A chorar de saudade sem vergonha de demonstrar

Me ensinou a ter olhos para “ver e ouvir estrelas”, embora nem sempre consiga entendê-las

A ver o encanto do pôr-do-sol

A sentir a dor do adeus e do que se acaba, sempre lutando para preservar tudo o que é importante para a felicidade do meu ser

A abrir minhas janelas para o amor

A não temer o futuro

Me ensinou e esta me ensinando a aproveitar o presente, como um presente que da vida recebi, e usá-lo como um diamante que eu mesmo tenho que lapidar, lhe dando forma da maneira que eu escolher.


A vida não me ensinou...

a dizer adeus às pessoas que eu amo.

A sorrir dos meus desafetos.

A fazer de conta que tudo está bem quando isso não é verdade.

A aceitar gratuitamente agressões.

A calar-me frente a violência de qualquer tipo.

A aceitar meus erros como inerentes a qualquer ser humano.

A sorrir quando meu desejo é gritar todas as minhas dores e as dores do mundo.

A ficar alienado diante dos problemas sociais.

A ser hipócrita.

A amar aos que me machucam ou querem fazer de mim depósito de todas as suas frustrações e desamor.

A ficar em cima do muro.

A fechar meus olhos às injustiças.

A não sentir a lágrima que corre pela minha face diante da dor de alguém que amamos.

A perdoar incondicionalmente.

Tudo isso a vida não me ensinou…

Mas a vida me ensinou:

Algum amor, e que posso amar muito mais.

Algumas alegrias.

Algumas belezas.

Um pouco de poesia.

Ensinou-me algumas vezes a perdoar.

Outras vezes a pedir perdão.

A vida me ensinou a sonhar acordada.

A acordar para a realidade.

A aproveitar cada minuto de felicidade.

Ensinou-me que é bom ter e chorar de saudade.

Ensinou-me a maravilha que é enxergar, ver e ouvir as estrelas.

A ver o encanto dos poentes.

A abrir minha janela para o mar.

A ver… perceber as belas paisagens.

Ensinou-me a não ter medo do futuro.

E a viver intensamente o presente.

Como um presente que por ELE me é dado.

Como um diamante a ser por mim lapidado, a lhe dar forma da maneira que eu escolher.

A vida me ensinou a sua essência:

Que o AMOR é o que dignifica, dá sentido, colorido e brilho à nossa existência.
autor: Charles Chaplin

postado por: Refugio da Ana
autor: Charles Chaplin

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

A “pessoa certa” não vem com uma plaquinha escrita: Ei, sou eu!

Esse lance da tal pessoa certa é complicado, muita gente confunde certo com perfeito, muita gente confunde certo com ideal e, como consequência, acaba se frustrando, porque não encontra “ninguém”.

Primeiro você precisa parar de se cegar com as suas idealizações, e isso não tem nada a ver com aceitar qualquer coisa. Isso tem a ver com apreciar o novo.

Isso está mais para “permita-se afinal”: o novo é bonito e não assustador como parece. Acredite, alguns acham que o amor é uma poltrona confortável na qual você senta e assiste tudo acontecer de camarote, como quem não precisa dar um passo à frente. Outros acham que o amor é um campo de batalhas no qual quem ganha é sempre quem demonstra menos. A tal da lei do desapego.

Repare bem em quem elogia o teu sorriso mais sincero, em quem aplaude as tuas conquistas. Repare em quem te quer bem, em quem se alegra com a tua companhia e faz questão da sua presença. Veja bem quem quer estar ao seu lado e faz questão de sempre estar por perto. Não deixe de notar quem se importa com os seus sentimentos e com os seus problemas.

Repare em quem arruma um tempo pra te dizer “oi” em quem te liga pra saber se você está bem. Repare em quem confia em você e se oferece como apoio quando tudo parece não ir bem. Repare em quem acha bonito o teu jeito desorganizado, repara em quem está disposto a te segurar, caso você tropece. Em quem te olha como quem quer despir tua alma, em quem quer te conquistar com as pequenas coisas.

Repare em quem demonstra amor nos pequenos detalhes. Repare em quem gosta do teu cabelo e do teu jeito bagunçado de ser. Repare em quem ri das tuas graças sem graças, em quem te procura não porque postou uma foto bonita, mas porque sentiu saudade. Então, o “certo” pode estar aí, naquilo que vem desconcertado, naquilo que vem desajeitado procurando uma oportunidade de se ajeitar. Naquilo que você não consegue ver por estar com os olhos tapados, por olhar demais para trás e não conseguir olhar para o que está bem a sua frente.

Veja bem quem se interessa por você, quem arruma tempo pra um papo qualquer mesmo que o assunto pareça não andar. Veja quem arruma um jeito e não desculpas, quem traz flores e não espinhos. Repare em quem gosta de você do jeito que você é. Em quem se amarra no seu desarrumado.

Repare bem em quem te incentiva a ser melhor, em quem te apoia e te ajuda, repara bem porque o amor pode estar aí disfarçado de amizade, tentando se esconder de um “não”, tentando não parecer um bobo apaixonado. Repare bem porque a pessoa certa não vem com uma plaquinha escrita: “Ei, sou eu!”. Ela vem com um coração disposto a te amar. Disposto a transbordar.

fonte: www.contioutra.com apud Thamilly Rozendo

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

COISAS QUE DEVEM SER MANTIDAS EM SEGREDO

A primeira coisa que não é necessário você divulgar, são seus planos para o futuro. Evite falar sobre eles até que se realizem. Nenhum de nossos projetos é perfeito, na verdade eles possuem vários pontos fracos por meio dos quais podem ser facilmente destruídos.

"Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita;
Para que a tua esmola seja dada em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, ele mesmo te recompensará publicamente - Mateus 6:3,4"

Em segundo lugar, você não deve compartilhar o mistério da sua solidariedade. Um ato bondoso é algo extraordinário neste mundo, e justamente por isso você deve guardá-lo como seu tesouro mais valioso. Não se vanglorie por suas boas ações. Esse tipo de atitude pode levar rapidamente à arrogância, e esta não é a melhor característica que você pode ter. Concorda?

"Guardai-vos de fazer a vossa esmola diante dos homens, para serdes vistos por eles; aliás, não tereis galardão junto de vosso Pai, que está nos céus.
Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão - Mateus 6:1,2"

Em terceiro lugar, não é preciso demonstrar a todo mundo sua austeridade. Não comente por aí sobre suas restrições alimentares, dificuldades no sono, nas relações sexuais, etc. A austeridade física traz benefícios apenas se está em harmonia com seu lado emocional.

Em quarto lugar, não é necessário falar sobre sua coragem e heroísmo. Todos nós enfrentamos diferentes testes a cada dia. Alguns encaram testes externos, enquanto outros, testes internos. As provas externas são visíveis, e por isso as pessoas são recompensadas, mas ninguém se dá conta da superação das provas internas. Por isso ninguém recebe recompensas por elas.

Em quinto lugar, não vale a pena divulgar seu conhecimento espiritual. Ele é somente seu e não há porque dividi-lo com ninguém. Revele-o a outros apenas se for realmente necessário, não somente para você, mas também para os outros.

Em sexto lugar, e em especial, o que você não deve compartilhar com outras pessoas são seus conflitos domésticos e vida familiar. Lembre-se: quanto menos você falar dos problemas da sua família, mais forte e estável ela será. As discussões servem para que você se desfaça da energia negativa que acumulou no processo do diálogo. Quanto mais você falar de seus problemas, mais acreditará neles.

Em sétimo lugar, não vale a pena falar das palavras ruins que você ouviu de alguém durante sua jornada. A pessoa que, ao chegar em casa, conta tudo o que ouviu nas ruas não é diferente de quem chega em casa e não tira os sapatos, trazendo com eles a sujeira das ruas.


Autor: Vlacheslav Ruzov
Tradução e adaptação: Incrível.club

NÃO QUERO ALGUÉM QUE MORRA DE AMORES POR MIM

Não quero alguém que morra de amor por mim…

Só preciso de alguém que viva por mim, que queira estar junto de mim, me abraçando.

Não exijo que esse alguém me ame como eu o amo, quero apenas que me ame, não me importando com que intensidade.

Não tenho a pretensão de que todas as pessoas que gosto, gostem de mim…

Nem que eu faça a falta que elas me fazem, o importante pra mim é saber que eu, em algum momento, fui insubstituível…

E que esse momento será inesquecível…

Só quero que meu sentimento seja valorizado.

Quero sempre poder ter um sorriso estampando em meu rosto, mesmo quando a situação não for muito alegre…

E que esse meu sorriso consiga transmitir paz para os que estiverem ao meu redor.

Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém… e poder ter a absoluta certeza de que esse alguém também pensa em mim quando fecha os olhos, que faço falta quando não estou por perto.

Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras, alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho…

Que a esperança nunca me pareça um “não” que a gente teima em maquiá-lo de verde e entendê-lo como “sim”.

Quero poder ter a liberdade de dizer o que sinto a uma pessoa, de poder dizer a alguém o quanto ele é especial e importante pra mim, sem ter de me preocupar com terceiros…

Sem correr o risco de ferir uma ou mais pessoas com esse sentimento.

Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão… que o amor existe, que vale a pena se doar às amizades e às pessoas, que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim… e que valeu a pena!!”

(Mário Quintana)

terça-feira, 29 de agosto de 2017

LEIS DA GRATIDÃO IMPORTANTES PARA SUA VIDA

1. Quanto mais você está em um estado de gratidão, mais vai atrair coisas pelas quais ser grato


  • Seja grato pelo que você tem, e vai acabar tendo mais.
  • Foque sobre o que você não tem, e nunca terá o suficiente.

2. Ser feliz nem sempre vai te fazer grato, mas ser grato sempre vai te fazer feliz


  • É quase impossível apreciar um momento sinceramente e olhar severamente ao mesmo tempo.
  • Ser feliz agora não significa que você não deseja mais, significa que você é grato pelo que tem e paciente para o que ainda está por vir.

3. Gratidão fomenta o verdadeiro perdão, que é quando você pode sinceramente dizer: “Obrigado por essa experiência.”


  • Não faz sentido condenar ou lamentar uma lição de vida importante.
  • Gratidão traz um sentido para o ontem, paz para o presente, e cria uma visão positiva para o amanhã.

4. Você nunca precisa mais do que tem em um dado momento


  • Tem sido dito que a mais elevada forma de oração é dar graças. Em vez de orar “para” as coisas, dê graças por aquilo que você já tem.
  • Quando a vida lhe dá toda a razão de ser negativo, pense em uma boa razão para ser positivo. Há sempre algo pelo qual ser grato.

5. A gratidão inclui tudo


  • Dias bons dão-lhe felicidade e dias ruins dão-lhe sabedoria. Ambos são essenciais.
  • Porque todas as coisas têm contribuído para o seu avanço, você deve incluir todas as coisas em sua gratidão. Isto é especialmente verdadeiro em seus relacionamentos. Nós nos encontramos com pessoas comuns em nossas vidas; mas se você lhes der uma chance, todas elas têm algo importante para lhe ensinar.

6. O que você tem para ser grato no presente, muda


  • Seja grato por tudo que você tem agora, porque nunca sabe o que acontecerá em seguida. O que você tem acabará por ser o que você tinha.
  • A vida muda a cada dia, e suas bênçãos irão gradualmente mudar junto com ela

7. A mente grata nunca toma coisas como garantidas


  • O que separa privilégio de benefício é a gratidão.
  • A circunstância (ou pessoa) que você toma por garantida hoje pode vir a ser a única da qual você precise amanhã.

8. Enquanto você expressa sua gratidão, não deve esquecer que a maior valorização não é simplesmente proferir palavras, mas vivê-las diariamente


  • O que mais importa não é o que você diz, mas como você vive.
  • Não basta dizer que, mostre. Não basta prometer, prove.

9. Gratidão inclui retribuição


  • Na agitação da vida cotidiana, quase não percebemos que recebemos muito mais do que damos, e a vida não pode ser rica sem essa gratidão.
  • É tão fácil superestimar a importância de nossas próprias conquistas em comparação com o que temos com o auxílio de outros.

10. A maior homenagem às pessoas e circunstâncias que você perdeu não é tristeza, mas a gratidão


  • Só porque alguma coisa não durou para sempre, não significa que não foi o maior presente que se possa imaginar.
  • Seja grato porque seus caminhos se cruzaram e por ter tido a oportunidade de experimentar algo maravilhoso.

11. Para ser verdadeiramente grato, você deve estar realmente presente


  • Conte as bênçãos em sua vida, e comece com a respiração você está realizando agora.
  • Muitas vezes esquecemos que o maior milagre não é andar sobre a água; o maior milagre é caminhar sobre a terra verde, habitando profundamente no momento presente, apreciando-o e sentindo-se completamente vivo.

12. Abandonar o controle multiplica o potencial de gratidão


  • Às vezes, investimos muita força para tentarmos controlar cada aspecto de nossas vidas que completamente nos perdemos no caminho.
  • Aprenda a deixar ir, relaxar um pouco e pegar o caminho que a vida leva até você às vezes. Tente algo novo, seja destemido, mas acima de tudo, faça o seu melhor e fique bem com isso. Abandonar expectativas desnecessárias permite que você realmente experimente o inesperado. E as maiores alegrias na vida são muitas vezes as surpresas inesperadas e oportunidades que você nunca preveu.

Pelo o que você é grato hoje?  Como a gratidão afeta a sua vida? Deixe um comentário abaixo e compartilhe seus pensamentos!


texto original: www.marcandangel.com
publicação e tradução: www,osegredo.com.br